0

Governo tenta aprovar PEC dos Precatórios, mas ganha força no Congresso extensão de auxílio

politica

Governo tenta aprovar PEC dos Precatórios, mas ganha força no Congresso extensão de auxílio

Caso a PEC dos Precatórios não avance, e com o fim do Bolsa Família, o Congresso já pensa em um plano B ao Auxílio Brasil

Governo tenta aprovar PEC dos Precatórios, mas ganha força no Congresso extensão de auxílio
leopoldo-vieira-teixeira

Atualizado há 8 meses

Ícone de compartilhamento

Brasília, 3 de novembro – O governo federal tenta mais uma vez votar a PEC dos Precatórios nesta quarta-feira, mas está na mesa um acordo para fatiar o pagamento das dívidas judiciais da União decorrentes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental, Fundef, com estados, diz o jornal Estado de S. Paulo. O montante responde por cerca de R$16 bilhões dos R$89 bilhões em precatórios devidos no ano que vem.

Caso a Proposta de Emenda à Constituição sobre os precatórios não avance, e com o fim do Bolsa Família, vem ganhando força no Congresso a ideia de prorrogação do auxílio emergencial, cuja última parcela foi paga no domingo, 31. Lembrando que a PEC dos Precatórios pode alterar a forma de correção do Teto de Gastos, abrindo espaço para o novo programa social, o Auxílio Brasil.

Falando nisso, por determinação do próprio presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Economia vai fazer uma consulta ao Tribunal de Contas da União sobre a possibilidade de prorrogar o auxílio por meio de medida provisória, sem a necessidade de novo decreto de calamidade, o que teria aceitação no órgão.

Confira a seguir outras notícias políticas que estão no radar do mercado nesta quarta-feira.

Eleição de 2022

A saída de José Luiz Datena do PSL, anunciada pelo apresentador ontem, trouxe certo alívio a uma ala do partido, que demonstra interesse em coordenar a campanha do ex-juiz Sergio Moro como um candidato de terceira via na eleição presidencial, segundo a CNN Brasil.

A legenda excluiu o voto de 92 prefeitos e vice-prefeitos de São Paulo das prévias para as eleições de 2022, em que os governadores de São Paulo, João Doria, do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgilio, disputarão a indicação dos tucanos para a Presidência da República.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Lucia Boldrini e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.