0

Exclusivo: Governo estuda licitar concessão de hidrelétrica no Porto de Santos

politica

Exclusivo: Governo estuda licitar concessão de hidrelétrica no Porto de Santos

A licitação ocorrerá após Ministério de Minas e Energia negar ao Porto de Santos prorrogar a autorização que detém para a operação da usina

Exclusivo: Governo estuda licitar concessão de hidrelétrica no Porto de Santos
tcuser

Atualizado há 8 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, Brasília, 6 de dezembro – O governo federal iniciou estudos para realizar um leilão que visaria encontrar concessionário para uma centenária Pequena Central Hidrelétrica, localizada no litoral Sul de São Paulo, que hoje fornece energia exclusivamente para o Porto de Santos.

A licitação ocorrerá após a rejeição pelo Ministério de Minas e Energia de um pedido do porto para prorrogar a autorização que detém para a operação da usina.

“O MME iniciará estudos para a concessão da usina. Ainda não há prazo para a licitação”, informou o ministério, em nota, após questionamentos do Scoop by Mover.

Inaugurada em 1910, a usina tem potência de 15 megawatts e ainda hoje fornece energia para o porto, sendo responsável atualmente por suprir cerca de 40% da demanda dos terminais portuários por energia elétrica.

Até 2018, a usina respondia por 70% da energia consumida no porto, mas essa participação vem diminuindo porque os novos terminais têm preferido comprar energia diretamente da distribuidora que atende a região, a CPFL Piratininga.

Segundo uma fonte a par do assunto, até por conta disso, quem assumir a concessão da usina após o leilão terá de investir em uma conexão à rede da CPFL. Hoje, a usina só tem conexão com o próprio porto.

O investimento, porém, não deve ser elevado e valeria a pena, segundo essa mesma fonte. “A usina tem uma queda de água muito grande, gera bem e está perto dos centros de carga. É um filé”, disse a fonte, que pediu anonimato porque o assunto ainda não está sendo tratado oficialmente.

Hoje, a usina é operada ainda pela Santos Port Authority, administradora do Porto Organizado de Santos. Procurada, a SPA informou que o futuro da Usina de Itatinga está sendo discutido no âmbito do processo de desestatização da SPA, cuja licitação está prevista para ocorrer no quarto trimestre de 2022, sob coordenação do Ministério da Infraestrutura.

Localizada no município de Bertioga, a PCH foi construída nas encostas da Serra do Mar. O reservatório da usina está localizado no topo da serra, o que garante uma queda acentuada que aumenta a produtividade do empreendimento.

Texto: Leonardo Goy e Luciano Costa
Edição: Gabriela Guedes
Imagem: Vinícius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.