0

Doria sai do governo de SP e oficializa disputa à Presidência pelo PSDB

politica

Doria sai do governo de SP e oficializa disputa à Presidência pelo PSDB

O desafio de Doria agora será construir unidade no PSDB para dar suporte à sua candidatura, o que analistas consideram improvável

Doria sai do governo de SP e oficializa disputa à Presidência pelo PSDB
leopoldo-vieira-teixeira

Atualizado há 3 meses

Ícone de compartilhamento

Brasília, 31 de março – O governador de São Paulo, João Doria, anunciou oficialmente nesta tarde que renunciará ao cargo para disputar a Presidência da República pelo PSDB, contrariando notícias veiculadas pela manhã, de que tentaria a reeleição no estado ou até deixaria o partido.

Em discurso diante de autoridades paulistas e dirigentes do PSDB, Doria valorizou as reformas administrativa, fiscal e previdenciária que disse ter aprovado e proposto em São Paulo. Ele também criticou a atuação do governo federal em relação à pandemia, pouco empenho em aprovar reformas econômicas e em políticas para mulheres.

Doria condenou a celebração do regime militar hoje pelo governo Jair Bolsonaro. Mais cedo, em cerimônia de posse de novos ministros, o presidente da República defendeu a ditadura militar e exaltou o golpe de 31 de março de 1964.

Ele defendeu, ainda, a conciliação entre crescimento, meio ambiente e proteção social e uma frente ampla contra “extremos” e “populismo”. Doria também afirmou que a sucessão presidencial, no momento, é uma disputa de rejeitados, e que nenhum dos dois atuais líderes nas pesquisas eleitorais “têm a confiança da maioria dos brasileiros”.

O desafio de Doria agora será construir unidade no PSDB para dar suporte à sua candidatura, o que analistas consideram improvável. Agências reportam que o clima no partido é de amplo conflito. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, se articula para tentar substituir Doria como indicado do PSDB com a ajuda do grupo do deputado e ex-governador Aécio Neves.

Doria e Leite, por enquanto, pontuam com baixa competitividade nas pesquisas. Mas, ao contrário de Leite, Doria sustenta alta rejeição. Mais cedo, o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, afirmou em nota que o resultado das prévias internas, realizadas em novembro, será respeitado e que Doria terá a legenda para disputar o Palácio do Planalto.

Texto: Leopoldo Vieira
Edição: Gabriela Guedes
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.