0

Bolsonaro reduz vantagem de Lula, diz pesquisa BTG/FSB

politica

Bolsonaro reduz vantagem de Lula, diz pesquisa BTG/FSB

No cenário do primeiro turno, Lula passou de 44% para 43%, enquanto Bolsonaro subiu de 32% para 33%, mostra a última pesquisa BTG/FSB

Bolsonaro reduz vantagem de Lula, diz pesquisa BTG/FSB
guilherme-maradei-dogo

Atualizado há cerca de 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 27 de junho – O presidente Jair Bolsonaro oscilou um ponto percentual para cima, enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva caiu um ponto na última pesquisa presidencial da FSB contratada pelo banco BTG Pactual, divulgada nesta segunda-feira. A diferença entre os dois candidatos é de dez pontos percentuais.

No cenário do primeiro turno, Lula passou de 44% para 43%, enquanto Bolsonaro subiu de 32% para 33%. Há um mês, Lula tinha 46% das intenções, enquanto Bolsonaro tinha 32%.

O ex-governador Ciro Gomes perdeu um ponto percentual, oscilando de 9% para 8%. A senadora Simone Tebet subiu de 2% para 3%, enquanto os outros candidatos somam 4%.

Na estratificação da pesquisa, Lula tem a maioria dos votos femininos e também vence em praticamente todas as faixas etárias, com exceção do grupo entre 25 a 40 anos, onde tem 35% dos votos contra 37% de Bolsonaro. Nas regiões, Lula tem a maioria no Sudeste, Nordeste, Norte e Centro-Oeste, sendo que Bolsonaro só tem a maioria dos eleitores no Sul do país.

Em um eventual segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista perdeu dois pontos em relação à pesquisa BTG/FSB anterior, de 54% para 52% das intenções, enquanto o atual presidente oscilou para cima, de 36% para 37%.

No levantamento, 73% dos entrevistados disseram que não vão mudar de voto. Dos que afirmam votar em Bolsonaro, 81% dizem que não vão mudar de decisão. Entre os eleitores de Lula, 79% têm certeza do voto.

A rejeição de Bolsonaro também caiu, de 59% para 57%, enquanto a de Lula se manteve em 44%.

A pesquisa também consultou os votos entre quem recebe diretamente o Auxílio Brasil ou mora com algum beneficiário. Nesse público, 73% dos que recebem o Auxílio Brasil votam em Lula, enquanto apenas 16% votam em Bolsonaro. Dos que moram com alguém que recebe, 51% votam em Lula e 34% votam em Bolsonaro.

A pesquisa BTG/FSB foi feita entre os dias 24 e 26 de junho, com 2 mil entrevistados. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, com confiança de 95%.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Gustavo Boldrini
Imagem: Vinicius Martins / Mover
Comentários: [email protected]

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.