0

Inflação: IPCA-15 volta a acelerar, a 0,69%, acima do esperado pelo mercado

mercados

Inflação: IPCA-15 volta a acelerar, a 0,69%, acima do esperado pelo mercado

O grupo de Saúde e Cuidados Pessoais teve forte impacto sobre o IPCA-15, com alta de 1,27%, muito por conta do reajuste dos planos de saúde

Inflação: IPCA-15 volta a acelerar, a 0,69%, acima do esperado pelo mercado
eduardo-puccioni

Atualizado há cerca de 1 mês

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 24 de junho – O Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15, também conhecido como IPCA-15, acelerou e veio acima das projeções em junho, refletindo o avanço em todos os grupos de produtos e serviços pesquisados, especialmente devido ao reajuste dos planos de saúde, mas com recuos importantes em combustíveis e alimentos.

A prévia da inflação ao consumidor atingiu 0,69% em junho, ante leitura de 0,59% em maio e expectativa de 0,62% no consenso Mover. Nos 12 meses findos em maio, o IPCA-15 sobe 12,04%, ante consenso de 11,98%.

Um dos destaques para o período veio com a desaceleração do grupo Transportes, passando de 1,80% em maio para 0,84% em junho, refletindo a queda de 0,55% nos preços dos combustíveis, que haviam subido 2,05% em maio. Embora o óleo diesel tenha subido 2,83%, o etanol e a gasolina caíram 4,41% e 0,27%, respectivamente.

Nos transportes, também destacam-se as passagens aéreas, com avanço de 11,36% e o seguro voluntário de veículo, em 4,20%.

Outro grupo importante com forte desaceleração foi o de alimentos e bebidas, que passou de 1,52% para 0,25% em junho. A principal influência para esse movimento foi o de alimentos para consumo em domicílio, que passou de 1,71% para 0,08%.

Para Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos, a dinâmica inflacionária, apesar da surpresa ante o consenso, “mostrou-se brevemente melhor, com pressões localizadas”.

Maiores altas

No avanço do IPCA-15, o grupo de Saúde e Cuidados Pessoais teve forte impacto, com alta de 1,27%, contribuindo com 0,16 ponto percentual no índice de junho, muito por conta dos planos de saúde, que sofreram reajuste de até 15,50% autorizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar.

O grupo de Habitação também teve aceleração ante maio, quando apresentou recuo de 3,85%, sendo que agora houve avanço de 0,66%. O índice foi puxado pelos reajustes de água e esgoto em Belém, São Paulo e Curitiba. Nesse grupo, os preços da energia elétrica recuaram 0,68%, com a volta da bandeira verde nas contas de luz.

Segundo o TC Matrix, o índice de difusão do IPCA-15, que calcula o quanto o aumento de preços está disseminado, diminuiu de 74,93% para 68,94%. A média dos núcleos do IPCA-15 também caiu, de 1,03% em maio para 0,88%.

Por volta das 9h50, as taxas dos contratos de juros futuros subiam até 9 pontos-base ao longo de toda a curva. Já é possível notar essa aceleração do IPCA-15 nos mercados e a expectativa da continuidade de avanço da Selic.

Texto: Eduardo Puccioni
Edição: Allan Ravagnani
Imagem: Vinicius Martins / Mover
Comentários: [email protected]

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.