0

Inflação ao produtor acelera em outubro e atinge maior patamar da história

mercados

Inflação ao produtor acelera em outubro e atinge maior patamar da história

A alta na inflação ao produtor reflete a elevação dos preços do petróleo no mercado internacional, segundo dados divulgados hoje pelo IBGE

Inflação ao produtor acelera em outubro e atinge maior patamar da história
guilherme-maradei-dogo

Atualizado há 8 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 1 de dezembro – A inflação ao produtor, que mede a variação de preços sem impostos e fretes, atingiu o maior patamar no acumulado do ano até outubro, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, refletindo a alta dos preços do petróleo no mercado internacional.

Segundo o IBGE, o Índice de Preços ao Produtor subiu 2,16% em outubro na comparação com setembro, chegando a 26,57% no acumulado de 2021, o maior valor da série histórica iniciada em 2014. Em 12 meses, o IPP registra alta de 28,83%, arrefecendo do pico de 36,78% anotado em junho.

Das 24 atividades pesquisadas, 22 tiveram alta em outubro, com destaque para a indústria de refino de petróleo e produtos de álcool, que subiu 7,14% no período, tendo a maior influência no IPP. No acumulado do ano, essa atividade teve alta de 60,38%, recorde para a série histórica.

Segundo Alexandre Brandão, gerente de pesquisa do IBGE, a alta do petróleo acaba refletindo em outros setores, o que explica a elevação diversa nas atividades pesquisadas.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Eduardo Puccioni
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.