0

Ibovespa sobe impulsionado por reabertura do comércio na China

mercados

Ibovespa sobe impulsionado por reabertura do comércio na China

Descolado do exterior, que cai com aversão ao risco após dados fracos na China, Ibovespa avança impulsionado por commodities

Ibovespa sobe impulsionado por reabertura do comércio na China
gabriel-brondi

Atualizado há cerca de 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 16 de maio – O Ibovespa acelera alta na tarde desta segunda-feira, retomando o patamar de 108 mil pontos, impulsionado pelas empresas atreladas a commodities, que avançam diante da reabertura do comércio em algumas áreas de Xangai, principal centro econômico da China.

Por volta das 15h30, o Ibovespa avançava 1,70%, a 108.738 pontos, enquanto o dólar futuro recuava de 0,35%, a US$5,070. O contratos de juros caíam em toda extensão da curva até 9 pontos-base, após o diretor de Política Monetária do Banco Central, Bruno Serra, dizer que, para conter a inflação, seria preferível manter a taxa básica de juros em níveis elevados do que elevá-la ainda mais e ter de cortá-la depois.

O Ibovespa sobe diante do avanço nos preços das commodities energéticas, minerais e metálicas, após a reabertura do comércio em algumas áreas de Xangai.

Com novas flexibilizações, o minério de ferro em Dalian fechou em alta de 3,26% na madrugada, com a tonelada negociada a US$122,82. Enquanto isso, o barril do petróleo tipo Brent subia 2,73%, negociado no patamar dos US$114,59, perto do mesmo horário.

Além disso, os investidores estão de olho no Brasil na temporada de balanços. Depois do fechamento do mercado saem os resultados do primeiro trimestre de Alliar, Ambipar, banco Inter, Cruzeiro do Sul, Eletrobras, Equatorial, Gafisa, Hapvida, Hidrovias do Brasil, IRB Brasil, Itaúsa, Nubank, Magazine Luiza, Orizon, TC, Unipar e Vibra Energia.

O mercado vai olhar com atenção os resultados do banco Inter e do Nubank. Paira o sentimento de dúvida sobre a rentabilidade dos bancos digitais, principalmente a incerteza se o Nubank irá manter o lucro líquido ajustado apresentado no último balanço, após vários períodos reportando prejuízo.

Sobe e desce do Ibovespa

Todos os índices da B3 operam em alta nesta tarde. O setor de Materiais Básicos, IMAT, lidera a ponta positiva em elevação de 2,02%, enquanto o setor de consumo é o mais pressionado, subindo 0,63%.

Na visão por pontos, as ações ordinárias da Vale (VALE3) e as preferenciais da Petrobras (PETR4) eram as que mais davam suporte para o Ibovespa, com altas de 3,46% e 1,63%, respectivamente. Na ponta oposta, as ordinária da CSN (CSNA3) ofereciam a maior resistência, caindo 1,79%.

Entre as altas percentuais do Ibovespa, destaque para as ordinárias da Eneva (ENEV3), que avançavam 7,57%, seguidas pelas ordinárias da SLC Agrícola (SLCE3), em alta de 5,46%.

Texto: Gabriel Brondi
Edição: Allan Ravagnani e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

Nesta matéria

BBDC4

BCO BRADESCO S.A.

17,33

0,13

+0,75%

Relacionadas

BIDI11

BANCO INTER S.A.

0,00

0,00

+0,00%

ITUB4

ITAU UNIBANCO HOLDING S.A...

22,86

0,19

+0,86%

CSNA3

CIA SIDERURGICA NACIONAL

15,08

-0,36

-2,33%

ENEV3

ENEVA S.A

15,19

0,37

+2,50%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.