0

Ibovespa futuro sobe e ignora mercado externo após dados da China

mercados

Ibovespa futuro sobe e ignora mercado externo após dados da China

Os dados fracos de atividade econômica na China derrubam mercados nesta manhã, mas Ibovespa futuro consegue se descolar e avança

Ibovespa futuro sobe e ignora mercado externo após dados da China
gabriel-brondi

Atualizado há cerca de 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 16 de maio – O futuro do Ibovespa opera em leve alta na manhã desta segunda-feira, na contramão dos futuros americanos, que recuam refletindo o sentimento de aversão ao risco após a divulgação de dados econômicos mais fracos na China.

Por volta das 9h10, os futuros do Ibovespa avançavam 0,11%, a 107.920 pontos, enquanto os contratos de dólar futuro subiam 0,14%, a R$5,094, indicando receio dos investidores quanto a uma desaceleração econômica mais forte em várias economias. Os juros futuros seguiam a direção do câmbio e avançavam até 7,5 pontos-base ao longo da curva de vencimentos.

Os dados fracos da economia chinesa, reflexo das duras restrições adotadas para o combate da Covid-19, pesam no humor dos mercados estrangeiros. De acordo com dados divulgados pelo Birô Nacional de Estatísticas na noite de domingo, a produção industrial teve queda anual de 2,9% em abril, ante consenso de alta de 0,4%, enquanto as vendas no varejo sofreram um tombo de 11,1%, bem maior do que se previa.

Apesar de dados indicarem uma forte desaceleração econômica, o banco central chinês resolveu não alterar algumas de suas principais taxas de juros, mas irá realizar um novo corte na taxa de empréstimo de hipotecas, de modo a estimular o mercado imobiliário.

Após o anúncio do corte, o minério de ferro subiu 3,86% nesta manhã em Dalian, a 834,50 iuanes, ou US$122,83. Os futuros do petróleo Brent recuavam 1,46% a US$109,92, enquanto os rendimentos dos títulos americanos de dez anos e o índice dólar DXY – que mede a força do dólar ante outras moedas – operavam estáveis.

O mercado pode apresentar volatilidade ao longo da sessão devido à participação de dirigentes de diversos bancos centrais em eventos. Os presidentes do Banco da Inglaterra, Andrew Bailey, do Federal Reserve, Jerome Powell, e do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, discursam hoje.

Além disso, vários dirigentes regionais do Fed também devem falar e oferecer pistas ao investidor sobre os próximos passos da política monetária dos Estados Unidos.

Por aqui, a temporada de balanços continua. Depois do fechamento do mercado saem os balanços de Alliar, Ambipar, Cruzeiro do Sul, Eletrobras, Equatorial, Gafisa, Hapvida, Hidrovias do Brasil, IRB Brasil, Itaúsa, Nubank, Magazine Luiza, Orizon, TC, Unipar e Vibra Energia.

Nesta manhã, o pré-mercado em Nova York mostra queda de 0,19% nas ADRs da Vale, enquanto as ADRs da Petrobras recuavam 0,34%, no mesmo horário.

Texto: Gabriel Brondi
Edição: Allan Ravagnani
Imagem: Vinicius Martins / Mover

Nesta matéria

VALE3

VALE S.A.

75,15

-1,46

-1,90%

Relacionadas

PETR3

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

31,11

0,57

+1,86%

PETR4

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

28,59

0,60

+2,14%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.