0

Exterior puxa Ibovespa, que ignora piora nas projeções econômicas do boletim Focus

mercados

Exterior puxa Ibovespa, que ignora piora nas projeções econômicas do boletim Focus

O Ibovespa abriu em alta nesta segunda-feira, 13, liderado pela Petrobras, bancos e varejistas; exterior ameno anula piora nas projeções

Exterior puxa Ibovespa, que ignora piora nas projeções econômicas do boletim Focus
corleta

Atualizado há 10 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 13 de setembro – O Ibovespa abriu em alta nesta segunda-feira, 13, liderado pela Petrobras, bancos e varejistas, com o exterior ameno anulando a piora nas projeções econômicas divulgadas na pesquisa Focus. Por volta de 10h20, o índice avançava 1,54% aos 116.043 pontos, mas segue sem reverter tendência de queda no curto prazo. É o que disseram analistas técnicos à TC Mover.

O dólar futuro caia 0,54%, aos R$5,237, com o fechamento da primeira prévia da Ptax no dia em R$5,227 para o câmbio à vista. Os juros futuros caíam, em especial nos vencimentos mais longos da curva DI, que perdiam até 16 pontos-base.

O Focus, divulgado pelo Banco Central mais cedo, voltou a mostrar deterioração das projeções econômicas, com aumentos nas expectativas deste ano para inflação, taxa Selic e câmbio. Derivativos que precificam as probabilidades para a decisão da Selic, em 22 de setembro, apontavam para aumento de 125 pontos-base, enquanto na semana passada a estimativa era de 100 pontos-base. As projeções do crescimento econômico foram revisadas para baixo em 2021 e 2022.

Setor financeiro lidera ganhos no Ibovespa

O setor financeiro contribuía com cerca de 490 pontos para a cotação do índice bovespa, liderando os ganhos, seguido por consumo e energia. As ações da B3, Magazine Luiza, Banco Inter e Petrobras lideravam os ganhos em pontos no índice, enquanto as maiores perdas eram das ações de Vale, Suzano e Weg.

Percentualmente, as maiores altas eram das ações preferenciais do Banco Inter, ordinárias de Mèliuz, ordinárias da Americanas e preferenciais do Banco Pan. E as piores quedas eram nas ordinárias de Marfrig, Suzano, Minerva e preferenciais de Bradespar.

Bolsas no exterior

No exterior, as bolsas subiam, com o S&P500 ganhando 0,68%, o Nasdaq 100 elevando 0,72% e o Dow Jones crescendo 0,60%. O petróleo Brent avançava 0,86%, aos US$73,55 por barril, enquanto os grãos e o cobre perdiam força em Chicago.

Já o dólar operava misto no mercado de câmbio, valorizando-se contra moedas de economias desenvolvidas, mas perdendo força contra moedas de países emergentes.

Texto: Felipe Corleta
Edição: Karine Sena e Stéfanie Rigamonti
Arte: Mover


Leia também

Focus: mercado vê IPCA e Selic em 8% este ano e pressões para 2022

Especial: O que acontece quando a inflação não atinge a meta?

Receita e tesouro dos EUA devem endurecer regras para corretoras de criptomoedas

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.