0

Expectativa é de mais volatilidade no mercado brasileiro com temores de risco fiscal

mercados

Expectativa é de mais volatilidade no mercado brasileiro com temores de risco fiscal

Após um dos piores dias para os ativos brasileiros, espera-se mais volatilidade no mercado local, com o anúncio de aumento do Auxílio Brasil

Expectativa é de mais volatilidade no mercado brasileiro com temores de risco fiscal
corleta

Atualizado há 8 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 20 de outubro – Os ativos de risco no mundo dão sinais mistos esta manhã, com expectativa por balanços e pelo Livro Bege do Federal Reserve, banco central americano. Enquanto isso, o mercado local espera por mais volatilidade. Os investidores mantêm foco no impasse político e fiscal em torno do novo programa social do governo que ameaça o Teto de Gastos.

Todos os jornais brasileiros destacam as pressões da ala política do governo sobre o ministro da Economia, Paulo Guedes, para aumentar o valor do Auxílio Brasil fora do Teto. O anúncio do pagamento mensal de R$ 400 pelo programa que substituirá o Bolsa Família provocou ontem um dos piores dias para os ativos brasileiros no ano.

A expectativa hoje é por mais volatilidade, com o mercado questionando se há clima para recuperação dos ativos e confiança, e atenção ao que o Banco Central poderá fazer para minimizar os danos.

No exterior, os balanços de IBM, Verizon e Tesla poderão reafirmar a gravidade do problema de escassez de microchips. O Fed divulga seu relatório de condições econômicas regionais às 15h. O petróleo perdia cerca de 1% em Londres, enquanto o minério de ferro fechou estável em Qingdao. Bolsas europeias e os futuros americanos operavam próximos à estabilidade.

Ibovespa, Câmbio e juros

O Ibovespa futuro poderá abrir em queda, seguindo o fundo de índice brasileiro EWZ, que perde 0,35% no pré-mercado em Nova York. Os recibos de ações, ADRs, de Petrobras ensaiavam recuperação de 0,58% após tombo de 5,66% na véspera, aguardando a divulgação da prévia de produção após o fechamento.

O câmbio poderá oscilar ao longo do dia de hoje, com alta volatilidade e tensão à espera de intervenções do Banco Central e de novidades sobre o valor e o custeio do Auxílio Brasil.

Em relação a juros, a curva do DI tem abertura também incerta, podendo reagir positivamente a notícias de negociações para acomodar o novo programa social dentro do Teto de Gastos.

Texto: Felipe Corleta
Edição: Lucia Boldrini e Stéfanie Rigamonti
Arte: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.