0

Caged tem décimo mês positivo, mas vem abaixo do consenso

mercados

Caged tem décimo mês positivo, mas vem abaixo do consenso

O Caged registrou em outubro saldo líquido de 253.083 vagas formais criadas, enquanto o consenso do mercado projetava 270 mil

Caged tem décimo mês positivo, mas vem abaixo do consenso
gabriel-pontes

Atualizado há 8 meses

Ícone de compartilhamento

Brasília, 30 de novembro – Pelo décimo mês consecutivo, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, Caged, registrou mais admissões do que demissões no Brasil, embora em outubro o resultado tenha sido mais modesto em relação aos dados reportados ao longo do ano.

No mês passado, o Caged registrou saldo líquido de 253.083 vagas formais criadas, enquanto o consenso do mercado projetava criação de 270 mil empregos. Com isso, o Caged reporta 2.645.974 empregos líquidos no acumulado de 2021.

O resultado de outubro decorreu de 1.760.739 admissões contra 1.507.656 desligamentos. Segundo o Ministério da Economia, todas as regiões do Brasil apresentaram saldo positivo.

O setor com maior crescimento no mês foi o de serviços, com saldo de 144,6 mil vagas, seguido pelo comércio, com 70,3 mil, e indústria, com pouco mais de 26,6 mil. A construção civil apresentou saldo mais modesto, de 17,2 mil, enquanto a agropecuária reportou dado negativo, de 5,8 mil.

O salário médio das admissões, porém, voltou a cair, alcançando R$1.795,46, após atingir a máxima do ano, em abril, quando a remuneração média das admissões era de R$1.963,54 na série sem ajustes.

É uma indicação da deterioração da qualidade das vagas criadas, com rendimentos cada vez menores. Outubro foi o sexto mês consecutivo de queda no rendimento médio.

Texto: Gabriel Ponte
Edição: Angelo Pavini
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.