0

Banco Central retoma leilão de dólar à vista com oferta de US$500 milhões

mercados

Banco Central retoma leilão de dólar à vista com oferta de US$500 milhões

O leilão de dólar à vista difere da atuação regular que o Banco Central vinha realizando no mercado em meio à valorização da moeda americana

Banco Central retoma leilão de dólar à vista com oferta de US$500 milhões
gabriel-pontes

Atualizado há 8 meses

Ícone de compartilhamento

Brasília, 18 de outubro – O Banco Central anunciou que realizará nesta terça-feira, 19, leilão de dólares à vista das reservas internacionais, em operação que difere da atuação regular que a autarquia vinha realizando no mercado, por meio da oferta de contratos de swap cambial, em meio à valorização do dólar ante o real.

Em comunicado, o BC anunciou que ofertará até US$500,0 milhões em dólar à vista entre 9h30 e 9h35 de amanhã. Uma operação dessa natureza não ocorria desde 15 de março, de acordo com a autarquia.

Na semana passada, o diretor de Política Monetária da autarquia, Bruno Serra, afirmou que a instituição possui “capacidade robusta” de intervenção no mercado, por meio do seu estoque de reservas internacionais. O BC possuía, em 15 de outubro, estoque de US$369,041 bilhões em reservas, de acordo com informações da autarquia disponibilizadas em seu site.

Na semana passada, a autoridade anunciou quatro leilões adicionais de contratos de swap cambial e anunciou um para hoje pela manhã. No leilão programado para esta segunda, entretanto, reduziu a oferta usual, de 20 mil contratos, para 10 mil, concentrados em dois vencimentos: 1º de fevereiro e 1º de junho de 2022.

Apesar da intervenção, na sessão de hoje, os contratos de dólar futuro encerraram em alta de 0,93%, cotados a R$5,525. Em uma cesta de 21 divisas observada pela Mover, o real teve o pior desempenho, entre emergentes, contra a moeda americana.

Além disso, a oferta por meio do leilão à vista pode ser uma sinalização de saída de recursos do país. Anteriormente, a oferta por meio de swaps era uma indicação, segundo analistas, de que o mercado está buscando proteção apenas, não havendo fuga.

Leilão de swap cambial do Banco Central

Além da intervenção de amanhã, o Banco Central também anunciou o leilão de swap cambial habitual, com oferta de até 15 mil contratos, prosseguindo com a rolagem dos vencimentos de janeiro, totalizando US$750,0 milhões. Serão ofertados contratos para 1º de junho e 1º de setembro de 2022.

A autarquia também tem realizado, às segundas e quartas-feiras, oferta adicional de swaps para cobrir as necessidades de proteção cambial dos bancos por conta do “overhedge”, relacionado ao descasamento entre as posições em moeda estrangeira das instituições no exterior e a proteção local, que está sujeita à tributação.

O leilão, entretanto, tem volume menor, de 14 mil contratos por oferta, totalizando US$700,0 milhões.

Texto: Gabriel Ponte
Edição: Angelo Pavini e Letícia Matsuura
Arte: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.