0

Balança comercial tem superávit de US$8,8 bi em junho, abaixo do consenso

mercados

Balança comercial tem superávit de US$8,8 bi em junho, abaixo do consenso

O resultado da balança comercial vem de uma alta de 15,6% nas exportações e de 33,7% nas importações, pela média diária na comparação anual

Balança comercial tem superávit de US$8,8 bi em junho, abaixo do consenso
gabriel-pontes

Atualizado há cerca de 1 mês

Ícone de compartilhamento

Brasília, 1 de julho – A balança comercial brasileira apresentou superávit abaixo das expectativas em junho, mesmo diante do forte impulso do setor da Indústria de Transformação, segundo dados reportados pelo Ministério da Economia nesta sexta-feira.

A balança registrou superávit de US$8,8 bilhões no mês passado, abaixo do consenso, que previa saldo positivo de US$9,9 bilhões no período. Foi, entretanto, o segundo melhor desempenho para o mês de junho desde o início da série histórica, em 1997.

O resultado do mês passado decorre de exportações de US$32,7 bilhões e importações de US$23,9 bilhões no período, que subiram 15,6% e 33,7%, respectivamente, pela média diária na comparação anual.

No acumulado do ano, a balança registra superávit de US$34,2 bilhões, queda de 8,2% ante os US$37 bilhões computados no mesmo período de 2021.

Em abril, as exportações agropecuárias avançaram 30,4% pela média diária na base anual, e as do setor de Indústria de Transformação subiram 38,5%. No caso da Indústria Extrativa, houve recuo de 24,3%.

As exportações para China, Hong Kong e Macau, principais destinos dos produtos brasileiros, recuaram 11,7% em junho na média diária em comparação com o mesmo período do ano passado. As vendas totais para a Ásia avançaram 0,3%.

Já as vendas para a América do Norte subiram 41,7%, com destaque para os Estados Unidos, que tiveram avanço de 47,4%. Já para a América do Sul, houve alta de 41,1%. As exportações para a Europa cresceram 20,0%.

O Ministério da Economia também revisou suas projeções de superávit do saldo comercial para este ano, a US$81,5 bilhões, ante US$111,6 bilhões estimados em abril.

A pasta também projetou que as exportações devem somar US$349,4 bilhões em 2022, ante US$348,8 estimados inicialmente. O ministério calcula, entretanto, que as importações devem somar US$268,0 bilhões no ano, ante US$237,2 estimados em abril.

Texto: Gabriel Ponte
Edição: Gabriela Guedes
Arte: Vinícius Martins/ Mover
Comentários: [email protected]

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.