0

Três doses da Pfizer são suficientes contra ômicron, mostram testes

internacional

Três doses da Pfizer são suficientes contra ômicron, mostram testes

Segundo testes realizados pela Pfizer e BioNTech, a dose de reforço oferece 25 vezes mais proteção contra a nova cepa do coronavírus

Três doses da Pfizer são suficientes contra ômicron, mostram testes
stefanie-rigamonti

Atualizado há 8 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 8 de dezembro – As empresas farmacêuticas Pfizer e BioNTech informaram nesta quarta-feira que três doses do imunizante desenvolvido e fabricado pelas companhias são suficientes para conter a nova variante do coronavírus, ômicron.

Segundo testes realizados pelas empresas, a dose de reforço oferece 25 vezes mais proteção contra a cepa do que apenas as duas doses. Além disso, as companhias informaram que terão uma vacina desenvolvida especificamente para a ômicron em março de 2022, segundo a imprensa internacional.

O resultado sai um dia após o laboratório sul-africano Africa Health Research Institute divulgar estudos que mostram proteção parcial da vacina da Pfizer contra a ômicron. O instituto já tinha adiantado a tese de que a dose de reforço ofereceria proteção adicional, após notar que a cepa escapava parcialmente da proteção.

Com dezenas de mutações, a variante ômicron foi detectada pela primeira fez na África do Sul e, logo, foi encontrada em vários outros países. Dados preliminares mostram que, apesar de ser mais transmissível, a ômicron manifesta-se de forma mais amena, sem causar quadros graves do coronavírus. Mesmo assim, autoridades sanitárias dizem que ainda não é possível tirar conclusões.

Texto: Stéfanie Rigamonti
Edição: Guilherme Dogo
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.