0

PCE: Inflação nos EUA toca máxima em 39 anos; consumo desacelera

internacional

PCE: Inflação nos EUA toca máxima em 39 anos; consumo desacelera

O PCE, índice de preços nos EUA, é o principal indicador usado pelo banco central americano para as metas de inflação do país

PCE: Inflação nos EUA toca máxima em 39 anos; consumo desacelera
corleta

Atualizado há 3 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 31 de março – O Deflator do Gasto de Consumo Pessoal, medida que norteia as metas de inflação do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, atingiu em fevereiro seu maior registro desde 1983, sinalizando que a inflação pode estar desacelerando o consumo das famílias dos EUA

O núcleo do chamado PCE, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, atingiu 5,40% na leitura anual, abaixo do consenso de 5,50%, informou o Departamento de Comércio dos EUA nesta quinta-feira. Em janeiro, a leitura tinha sido de 5,2%. Já o índice cheio anual do PCE acelerou em fevereiro para 6,40%, ante 6,10% de janeiro.

Os gastos pessoais com consumo desaceleraram de 2,10% em janeiro para 0,20% em fevereiro. Os gastos pessoais reais, corrigidos pela inflação, mostraram queda de 0,40% em fevereiro, ante aumento de 2,10% em janeiro.

Após a divulgação dos dados, os rendimentos dos títulos do Tesouro americano com vencimento em dez anos caíam 4,8 pontos-base. Os futuros do S&P500 reverteram alta de 0,10% e caíam 0,06% às 09h35.

O deflator é um indicador econômico utilizado para corrigir valores presentes para valores passados, possibilitando que o efeito da inflação com o tempo seja removido do valor presente.

Texto: Felipe Corleta
Edição: Allan Ravagnani
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.