0

Atividade na China desaba, desafia projeções e justifica apoio estatal

internacional

Atividade na China desaba, desafia projeções e justifica apoio estatal

As vendas no varejo da China caíram 11,1% em abril na base anual, enquanto a produção industrial teve queda anual de 2,9%

Atividade na China desaba, desafia projeções e justifica apoio estatal
guilherme-maradei-dogo

Atualizado há cerca de 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 16 de maio – A atividade na China mostrou desempenho bem abaixo das expectativas em abril, refletido em quedas profundas nas vendas no varejo e na produção industrial, na esteira das restrições para conter o pior surto de coronavírus em dois anos.

De acordo com dados divulgados pelo Birô Nacional de Estatísticas na noite de domingo, as vendas no varejo caíram 11,1% em abril na base anual, pior do que o consenso Mover de queda de 6,1%. Já a produção industrial teve queda anual de 2,9% em abril, ante consenso de alta de 0,4%.

O investimento em ativos fixos aumentou 6,8% entre janeiro e abril na base anual, ligeiramente abaixo do consenso de alta de 7%. Segundo o birô conhecido como NBS, o avanço no gasto de capital da indústria e da infraestrutura foi compensado pelo investimento imobiliário em queda. A taxa de desemprego urbano na China subiu 0,3 ponto percentual para 6,1% em abril.

Os dados vêm após o presidente Xi Jinping alertar sobre a necessidade de manter ritmo alto de expansão e o Banco Central do Povo da China cortar o juro para certos créditos imobiliários. Em abril, a disseminação da Covid-19 nas maiores cidades chinesas, incluindo o centro financeiro e industrial de Xangai, forçou lojas e fábricas a fecharem ou operarem com limites.

O PBOC manteve ontem à noite a taxa para operações de crédito de médio prazo de um ano em 2,85%, refletindo maior preocupação no governo chinês sobre a desvalorização do iuan do que com a desaceleração econômica. O corte no juro imobiliário reflete o peso do setor imobiliário e de incorporação, que respondem por 25% do PIB chinês.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Guillermo Parra-Bernal
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.