0

Ata mostra BC dos EUA determinado a manter ritmo de alta dos juros

internacional

Ata mostra BC dos EUA determinado a manter ritmo de alta dos juros

O documento antecipou duas altas de 50 pontos-base na taxa básica de juros dos EUA nas próximas decisões monetárias de junho e julho

Ata mostra BC dos EUA determinado a manter ritmo de alta dos juros
tcuser

Atualizado há cerca de 1 mês

Ícone de compartilhamento

São Paulo/Brasília, 25 de maio – O Federal Reserve seguirá elevando os juros básicos dos Estados Unidos até que a inflação dê sinais “concretos” de convergência às metas, antecipando duas altas de 50 pontos-base nas próximas decisões, em junho e julho, de acordo com a ata da mais recente reunião decisória de juros dos EUA.

No documento, divulgado nesta quarta-feira, o Comitê de Mercado Aberto julgou que é apropriado levar a taxa-alvo Fed Funds nos EUA “ao patamar neutro” rapidamente. O comitê conhecido como FOMC manterá seu plano de aumentar os juros até chegar a um terreno contracionista se entender que a trajetória de inflação continua distante da meta média de 2,0%.

Todos os participantes da reunião de juros de maio estiveram de acordo com a alta de meio ponto percentual e com a redução do balanço patrimonial da autarquia, que deve começar em 1 de junho. A ata, em que o Fed elevou a sua taxa-alvo para o intervalo de 0,75% a 1,00%, também mostrou que os membros do FOMC projetam que a atividade recupere-se no segundo trimestre.

“Com a ata, fica bem posicionado para que os membros do comitê continuem subindo em 50 pontos-base os juros, eu diria, em todas as reuniões até o fim do ano”, afirmou Gustavo Cruz, economista-chefe da RB Investimentos.

Após a publicação, os índices americanos subiam, porém, apresentando alta volatilidade. Por volta das 15h30, o índice S&P500 subia 0,82%, o Dow Jones, 0,36% e o Nasdaq 100, 1,41%.

Já os rendimentos dos Treasuries de dez anos recuavam 0,6 ponto-base.

No Brasil, os contratos futuros do dólar avançavam 0,25% a R$4,842, em linha com avanço de 0,41% do índice dólar DXY – cesta que mede o desempenho da moeda americana ante divisas pares.

Balanço

A ata também confirmou a redução do balanço do Fed, com teto de US$47,5 bilhões mensais, dos quais US$30 bilhões equivalem a títulos do Tesouro e US$17,5 bilhões em títulos hipotecários. Após três meses, a redução do balanço alcançará o teto de US$95 bilhões, dos quais US$60 bilhões serão em Treasuries e US$35 bilhões em títulos lastreados em hipotecas.

O documento detalhou que “alguns membros” do comitê entendem que o Fed deve vender ativamente parte dos títulos hipotecários de seu balanço, a fim de acelerar o processo. A redução deve ser feita manejando vencimentos e rolagens de títulos.

Para os membros do FOMC, a queda de 1,40% do PIB dos EUA no primeiro trimestre se deveu a fatores voláteis, como exportações e variação de estoques. Para o comitê, o consumo das famílias e os investimentos em capital fixo justificam a expectativa de um crescimento em 2022 “mais moderado” que no ano passado e “próximo da taxa de crescimento de longo prazo”.

Todos os membros concordaram que a economia dos EUA encontra-se “muito forte”, com um mercado de trabalho “extremamente apertado” e uma inflação “muito elevada”. O FOMC está atento aos riscos inflacionários, que em sua visão tendem para o lado altista.

A guerra no Leste europeu e os fechamentos e restrições à mobilidade urbana na China apresentam riscos “elevados”, desafiando-os a restaurar a estabilidade de preços ao mesmo tempo em que asseguram um mercado de trabalho forte nos EUA, disse a ata, citando a opinião majoritária dos membros do FOMC.

“Alguns participantes enfatizaram que a inflação persistentemente alta aumenta o risco de desancoragem das expectativas” disse a ata, sinalizando que, nesse caso, levar a inflação à meta “será mais difícil”.

Texto: Felipe Corleta, Gabriel Ponte e Gabriel Brondi
Edição: Guillermo Parra-Bernal
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.