0

Poupança tem maior perda real em 18 anos; inflação ultrapassa CDI

financas-pessoais

Poupança tem maior perda real em 18 anos; inflação ultrapassa CDI

Os rendimentos em renda fixa tiveram retorno negativo em 2020, com poupança registrando a maior perda real dos últimos 18 anos

Poupança tem maior perda real em 18 anos; inflação ultrapassa CDI
tcuser

Atualizado há mais de 1 ano

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 13 de janeiro – Os investimentos em renda fixa se deram mal em 2020, com a poupança registrando a maior perda real, ou seja, já descontada a inflação apurada no período dos últimos 18 anos, segundo a Economatica.

A caderneta de poupança retornou 2,3% negativos no ano passado, o segundo pior desempenho anual desde 1994. O rendimento perdeu para a inflação pelo o segundo ano seguido. Em 2019, a poupança teve uma perda real de 0,05%

Já o CDI, que remunera boa parte dos fundos de renda fixa, teve retorno negativo de 1,68%. O Ibovespa também perdeu para a inflação em 2020, tendo alcançado, em termos reais, uma rentabilidade negativa de 1,53%.

Investimento em ouro e dólar renderam mais que poupança

Se a poupança liderou o retorno negativo, o ouro teve o melhor desempenho real em 2020 entre as principais aplicações financeiras, com ganho real de 49,19%, seguido pelo euro, com retorno de 34,69%, disse Economatica.

Quem investiu em dólar ganhou 23,36%, enquanto as aplicações em títulos do Tesouro, medidas pelo índice IMA-B, deram 1,81%, em média, e os desembolsos em fundo de multimercados renderam 0,95% em 2020.

rendimento poupança tabela
Arte: Carlos Matos/TC

Texto: Bárbara Leite
Edição: Guillermo Parra-Bernal e Letícia Matsuura
Imagem: Divulgação

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.