0

Ministério da Economia vê inflação beirando 8%, mas mantém previsão do PIB

financas-pessoais

Ministério da Economia vê inflação beirando 8%, mas mantém previsão do PIB

A SPE elevou a projeção do IPCA de 5,9% para 7,9%, em linha com o que projeta o mais recente boletim Focus, que vê a inflação em 8%

Ministério da Economia vê inflação beirando 8%, mas mantém previsão do PIB
guilherme-maradei-dogo

Atualizado há 11 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 16 de setembro – A Secretaria de Política Econômica, SPE, do Ministério da Economia elevou as estimativas da inflação para este ano a quase 8%, e também para o próximo ano. Mas manteve a projeção de crescimento para a economia brasileira em 2021 e a reduziu apenas marginalmente para 2022. O movimento em relação ao PIB é contrário às revisões feitas por instituições financeiras, que se mostram mais cautelosas.

No Boletim Macrofiscal de setembro, a SPE manteve o Produto Interno Bruto de 2021 em 5,3% e reduziu o crescimento em 2022 de 2,51% para 2,5%. Entre 2023 e 2025, a previsão de PIB foi mantida em 2,5% anuais. De acordo com a secretaria, a atividade econômica mais robusta neste e no próximo ano será possível com a retomada dos serviços e o andamento de reformas no Congresso.

Diferentemente do otimismo à época do boletim de julho, quando as projeções para o país melhoravam devido ao avanço da vacinação, desta vez o cenário é oposto. Itaú e JPMorgan, por exemplo, cortaram as previsões para o PIB do Brasil em 2022, vendo o indicador abaixo de 1%. Ao Valor, o secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, reconheceu que “existem desafios”. Mas reiterou que os dados e a continuação das reformas apontam um crescimento acima de 2%.

Inflação em 8%

Porém o que preocupa os agentes econômicos é a inflação, na esteira da crise hídrica e dos gargalos na cadeia de suprimentos global. No boletim, a SPE elevou a projeção do IPCA de 5,9% para 7,9%, em linha com o que projeta o mais recente boletim Focus, que vê a inflação oficial em 8% e bem acima do centro da meta de 3,75%. No relatório, a secretaria não escreve os motivos para o forte aumento.

A SPE também revisou para cima a previsão da inflação para 2022, que passou de 3,5% para 3,75%, levemente acima do centro da meta de 3,5%. O Focus vê o indicador em 4,03% para o ano que vem.

No caso do INPC, que corrige anualmente o salário mínimo, a projeção subiu de 6,2% para 8,4% no fim deste ano. Para 2022, houve aumento dos 3,42% previstos em julho para 3,8% agora.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Lucia Boldrini e Stéfanie Rigamonti
Arte: Mover


Leia também

IGP-10 tem deflação em setembro, mas cai menos que o consenso

Risco político-fiscal e fluxo negativo vão pressionar o real, diz Bank of America

Senado vai se concentrar em reformas, Correios e eleições, diz Rodrigo Pacheco

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.