0

Vale corta meta de produção e promete reduzir custos no médio prazo

empresas

Vale corta meta de produção e promete reduzir custos no médio prazo

Durante o Investor Day, evento anual voltado para investidores, a Vale anunciou ainda projetos para as áreas ambiental e social

Vale corta meta de produção e promete reduzir custos no médio prazo
gustavo-cunha-boldrini

Atualizado há 8 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 29 de novembro – A Vale anunciou nesta segunda-feira o corte na estimativa de produção de minério de ferro em 2021. De acordo com o vice-presidente de metais ferrosos da companhia, Marcelo Spinelli, a mineradora quer priorizar “qualidade sobre quantidade”, favorecendo o modelo de concentração a seco na produção do minério e reduzindo sua dependência de barragens.

A fala ocorreu durante o Investor Day da Vale, que acontece hoje. Também participaram do evento anual voltado para investidores o diretor-presidente da companhia, Eduardo Bartolomeo, e o novo vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores, Gustavo Pimenta.

Antes do evento, a Vale anunciou a redução na estimativa de produção de minério de ferro para um intervalo entre 315 e 320 milhões de toneladas por ano, contra 315 milhões a 335 milhões de toneladas anteriormente. Para 2022, ela projeta atingir entre 320 e 335 milhões de toneladas.

A previsão dos lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização, Ebitda, em 2023 ficou no intervalo entre US$16,5 bilhões e US$24 bilhões, ante projeção anterior de US$17,4 bilhões a US$29,6 bilhões.

A mineradora ainda projetou o custo caixa C1, sem custos de compras de terceiros, entre US$14 e US$15 por tonelada, quando a companhia atingir a meta de capacidade de 400 milhões de toneladas por ano, contra US$17/t em 2021 e projeção de US$15,5 a US$16/t em 2023.

Já o break-even da produção de minério de ferro deve atingir entre US$35 e US$30 por tonelada quando a capacidade chegar aos 400 mil toneladas, contra US$45 atualmente.

A companhia também anunciou hoje um plano que buscará US$1 bilhão em redução de custos nos próximos 12 a 24 meses. Além disso, ela prevê economizar US$500 milhões nos próximos 12 meses, ao manter seus custos, apesar do aumento da inflação, disse Gustavo Pimenta durante o Investor Day.

Projetos ambientais e sociais

A Vale anunciou o compromisso de concluir a descaracterização de barragens a montante até 2035, zerando o número de unidades do tipo.

A empresa também quer reduzir as emissões de carbono dos escopos 1 e 2, que incluem emissões provenientes da operação da própria empresa e de suas fontes de energia elétrica, em 33% até 2030, chegando à neutralidade em 2050.

A Vale ainda anunciou um plano de retirar 500 mil pessoas da extrema pobreza em áreas próximas à operação da companhia até 2030.

A mineradora disse que ampliará a reciclagem de rejeitos arenosos para “aumentar de forma sustentável a capacidade de produção”, incluindo a venda de areia para abastecer o mercado de construção chinês.

Texto: Gustavo Boldrini
Edição: Luciano Costa e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

Nesta matéria

VALE3

VALE S.A.

69,37

0,54

+0,78%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.