0

Nubank explica os R$804 mi previstos para remuneração da diretoria

empresas

Nubank explica os R$804 mi previstos para remuneração da diretoria

Em comunicado enviado ao mercado, 84% desse valor corresponde a um programa de incentivo ao presidente do Nubank, condicionado a metas

Nubank explica os R$804 mi previstos para remuneração da diretoria
stefanie-rigamonti

Atualizado há cerca de 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 2 de maio – O Nubank se manifestou nesta segunda-feira sobre notícias veiculadas na semana passada, segundo as quais o valor pevisto de remuneração da diretoria da companhia, composta de oito integrantes, é de R$804 milhões em 2022.

De acordo com comunicado enviado ao mercado, as informações são “incorretas e descontextualizadas”. Essa previsão de remuneração da diretoria da companhia aparece no Formulário de Referência 2022 do Nubank, e, segundo o comunicado, 84% do valor, ou seja R$678,9 milhões, dizem respeito a um programa de remuneração em ações destinado ao diretor presidente da companhia, David Vélez.

Chamado Contingent Share Award, CSA, esse programa está “condicionado ao cumprimento de metas ambiciosas, e que deverá representar praticamente 100% da remuneração total do Sr. Vélez ao longo dos próximos 5 anos”, período mínimo que o executivo deverá permanecer na empresa, informou o Nubank.

Assim, ações da Nu Holdings no mercado americano serão emitidas ao diretor presidente da companhia como um incentivo de longo-prazo, conforme desempenho dos papéis. Isto é, Vélez receberá “um número de ações ordinárias Classe A igual a 1% do capital social da companhia” se o preço da ação atingir o patamar de US$18,69, que corresponde a aproximadamente três vezes o valor do papel no fechamento do mercado na sexta-feira, de US$6,01.

Além disso, se o papel atingir o valor de US$35,30, ou seja, seis vezes mais o que é hoje, Vélez receberá mais um montante de ações equivalentes a 1% do capital social do Nubank. Caso o gestor não atinja nenhuma dessas metas, não receberá nada desses R$678,9 milhões.

Portanto, apenas 16% do total do valor veiculado na imprensa, ou seja R$125,5 milhões, deverão ser destinados à remuneração do restante da diretoria da fintech.

Os R$804 milhões veiculados na semana passada chamou a atenção do mercado, porque está muito acima da remuneração da diretoria de grandes bancos brasileiros. Para efeito de comparação, o Itaú Unibanco, maior banco da América Latina, prevê remunerar os 25 integrantes de sua diretoria com R$ 425 milhões neste ano.

O Nubank chegou a ser procurado pelos veículos de imprensa na semana passada, mas só se manifestou nesta segunda-feira.

Texto: Stéfanie Rigamonti
Edição: Allan Ravagnani
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.