0

Neoenergia, Cteep, Eletrobras se destacam em leilão de projetos de transmissão

empresas

Neoenergia, Cteep, Eletrobras se destacam em leilão de projetos de transmissão

Neoenergia, ISA Cteep e a indiana Sterlite foram as principais vencedoras em número de lotes no certame, realizado na sede da B3

Neoenergia, Cteep, Eletrobras se destacam em leilão de projetos de transmissão
luciano-costa-de-paula

Atualizado há cerca de 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 30 de junho – O leilão de concessões para novos projetos de transmissão realizado hoje pelo governo teve significativa competição, com grandes empresas incluindo Neoenergia, Cteep e Eletrobras entre as principais vencedoras nas disputas pelos contratos, que exigirão mais de R$15 bilhões em investimentos nos próximos cinco anos.

O certame, realizado na sede da B3, em São Paulo, marcou a primeira vitória da Eletrobras nessas licitações desde novembro de 2014. A empresa, que foi privatizada em operação concluída neste mês, arrematou um projeto por meio da subsidiária Eletronorte que demandará investimentos de R$138 milhões, segundo projeção da Agência Nacional de Energia Elétrica. A companhia deverá receber receita anual de R$12,5 milhões pelos empreendimentos.

O leilão também mostrou resiliência dos investidores em energia, ao atrair mais de uma dezena de multinacionais e empresas de porte para brigas acirradas, principalmente pelos maiores dos 13 lotes ofertados. Isso levou a descontos de até 60% na receita que será paga às empresas pelas instalações.

A intensa concorrência ocorreu apesar do cenário macroeconômico mais desafiador, com taxas de juros e inflação em alta e volatilidade nos preços de importantes matérias-primas do setor de transmissão, como o alumínio.

Neoenergia, ISA Cteeep e a indiana Sterlite foram as principais vencedoras em número de lotes, com dois cada. A Neoenergia ainda ficou com o principal projeto, o lote 2, que demandará investimentos de cerca de R$4,9 bilhões nos 1,7 mil quilômetros de linhas de transmissão entre os estados de Minas Gerais e São Paulo, segundo projeção da Aneel.

Eletrobras Eletronorte, Energisa, Taesa e Engie conseguiram arrematar um projeto cada, assim como um consórcio liderado pela canadense Brookfield e pela construtora Cymi. A empresa de engenharia Zopone também levou um lote.

O Scoop by Mover havia publicado em 26 de maio que a Brookfield avaliava participar da disputa, que também contou com grupos como EDP Brasil, Cemig, Alupar e Equatorial Energia, embora estes não tenham ganhado nenhum projeto.

Reação

Embora a Neoenergia tenha ficado com dois projetos, que devem demandar cerca de R$5,5 bilhões, as ações da companhia reagiram negativamente aos resultados do leilão. Os papéis ordinários da companhia aceleraram perdas após ela vencer a concorrência pelo lote 2, o maior do certame. A empresa ofertou deságio de 50%, um dos mais acentuados de certame, e terá direito a receita anual de R$360 milhões por ano para construir e operar as linhas.

As ofertas iniciais da Neoenergia pelo projeto ficaram próximas das apresentadas por EDP Brasil e Eletrobras Eletrosul, e a disputa acabou resolvida em lances viva-voz.

Por volta das 16h00, as ações ordinárias da Neoenergia (NEOE3) caíam 4,3%, a R$15,05, após chegarem a recuo superior a 6% mais cedo.

Texto: Luciano Costa
Edição: Gabriela Guedes
Arte: Vinícius Martins/ Mover
Comentários: [email protected]

Nesta matéria

NEOE3

NEOENERGIA S.A.

17,27

0,24

+1,41%

Relacionadas

ELET6

CENTRAIS ELET BRAS S.A. -...

50,38

0,37

+0,74%

TRPL4

CTEEP - CIA TRANSMISS�O E...

24,85

0,47

+1,94%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.