0

Méliuz reporta prejuízo, com aumento nas despesas operacionais

empresas

Méliuz reporta prejuízo, com aumento nas despesas operacionais

As despesas operacionais da Méliuz totalizaram R$108,9 milhões no primeiro trimestre, ante R$47,3 milhões de um ano antes

Méliuz reporta prejuízo, com aumento nas despesas operacionais
tcuser

Atualizado há cerca de 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 9 de maio– A companhia de cashback Méliuz reverteu lucro líquido na base anual, registrando perdas líquidas no primeiro trimestre de 2022, com aumento de despesas operacionais.

A fintech especializada na modalidade de descontos via “cashback” registrou prejuízo líquido atribuído aos controladores de R$6,63 milhões, revertendo o lucro líquido de R$3 milhões de um ano antes, conforme balanço divulgado nesta segunda-feira.

Indicador que aufere o lucro operacional, o EBITDA ajustado foi de R$17 milhões negativos no primeiro trimestre, frente os R$7,6 milhões positivos do mesmo período de 2021.

As despesas operacionais da Méliuz totalizaram R$108,9 milhões no primeiro trimestre, ante R$47,3 milhões de um ano antes.

Já a receita líquida avançou 74% anualmente, para R$90 milhões, o que é “explicado pelo aumento do volume de bruto de mercadorias gerado no trimestre aliado ao maior tale arte do período”, explica a Méliuz.

O ‘take rate’, que é a alíquota cobrada em cada transação na plataforma após dedução do cashback, avançou 0,5 pontos percentuais frente ao primeiro trimestre de 2021, para 6,3%. “Esse crescimento é explicado principalmente pelas melhores negociações com os parceiros ao longo do trimestre”, informou a Méliuz.

O GMV consolidado da companhia subiu 66% em um ano, para R$1,6 bilhão – no qual R$1,3 bilhão se refere ao Méliuz, R$197,7 milhões ao shopping internacional e R$43,2 milhões à Promobit.

No caso específico do GMV do Méliuz, o dado foi inferior aos R$1,7 bilhão registrados no quarto trimestre de 2021, “tal como ocorre em todos os anos dado o período de alta sazonalidade referente a Black Friday e festas de final de ano”, apontou a empresa.

No primeiro trimestre, a Méliuz criou 23,6 milhões de contas, crescimento anualizado de 44%.

O número de usuários ativos chegou a R$8,6 milhões, crescimento de 1,5 milhão frente ao mesmo período do ano anterior. Entretanto, em relação ao quarto trimestre, o Méliuz teve uma redução ‘esperada’ de 800 mil usuários, “devido principalmente ao término do contrato referente ao cartão de crédito co-branded e o fim das campanhas de aquisição de usuários focada nesse produto”.

A diretoria deve comentar mais detalhes do balanço em teleconferência amanhã, às 11h

Desempenho das ações da Méliuz

A ação ordinária da Méliuz (CASH3) fechou em queda de 5,29%, a R$1,61. Em 2022, o papel desvaloriza 50,31%. O Ibovespa caiu 1,79%, aos 103,2 mil pontos.

Para acompanhar o desempenho das ações das empresas listadas na bolsa brasileira, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Giovanni Porfírio e Artur Horta
Edição: Maria Luiza Dourado e Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins/Mover

Nesta matéria

CASH3

M�LIUZ S.A.

1,27

-0,02

-1,56%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.