0

IRB reduz em 53,7% prejuízo em 2021, mas sinistralidade pressiona

empresas

IRB reduz em 53,7% prejuízo em 2021, mas sinistralidade pressiona

Maior resseguradora do Brasil, a IRB fechou o ano com prejuízo líquido de R$682,7 milhões, perda 53,7% menor que a reportada em 2020

IRB reduz em 53,7% prejuízo em 2021, mas sinistralidade pressiona
gustavo-cunha-boldrini

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 25 de fevereiro – A IRB Brasil terminou 2021 com uma redução de mais de 50% em seu prejuízo líquido acumulado, de acordo com balanço financeiro referente ao quarto trimestre, divulgado nesta sexta-feira. Mas a companhia ainda vê sinistros de contratos assinados pela antiga administração pressionando os resultados e mantendo o índice de sinistralidade acima dos 100%.

A maior resseguradora do Brasil fechou o ano com prejuízo líquido acumulado de R$682,7 milhões, perda 53,7% menor que a reportada em 2020, ano no qual a antiga diretoria foi destituída após uma investigação que identificou fraudes contábeis e pagamento indevido de bônus a executivos.

No quarto trimestre, o prejuízo da IRB reduziu 42,4% na base anual, para R$370,9 milhões, e o prêmio emitido se manteve estável em relação a igual período de 2020, a R$2,06 bilhões.

O índice de sinistralidade total da resseguradora disparou 31,4 pontos percentuais ano a ano entre outubro e dezembro, subindo de 92,1% para 123,5%. No acumulado do ano, o índice teve leve recuo de 0,8 ponto percentual, para 101,5%.

“Em 2021 enfrentamos um cenário mais adverso do que o planejado, com a pandemia ainda afetando os negócios e, internamente, com sinistros de contratos subscritos antes da mudança da administração em 2020 afetando fortemente os resultados”, disse a administração da IRB em comunicado.

A companhia acelerou a estratégia de focar nos negócios brasileiros e reduzir a exposição ao exterior. Ao final de 2021, o prêmio emitido no Brasil teve participação de 61% no total da resseguradora, contra 39% do exterior – em 2020, a IRB terminou o ano com 51% de exposição de prêmios ao estrangeiro contra 49% do mercado interno.

O sinistro retido pela IRB no Brasil saltou 75,3% ano a ano no quarto trimestre, para R$229,3 milhões, com impacto do segmento rural, que registrou eventos de perdas no milho safrinha com as geadas do período; patrimonial, com “sinistros vultuosos” em empresas de petroquímica, energia e siderurgia; e aviação, com a perda total de uma aeronave que se chocou com uma plataforma de petróleo em 2018.

A diretoria da IRB Brasil explica seus resultados em teleconferência hoje às 11h.

A ação ordinária da resseguradora (IRBR3) fechou o pregão de ontem em queda de 0,32%, a R$3,16. No ano, o papel acumula recuo de 21,39%.

Texto: Gustavo Boldrini
Edição: Artur Horta e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

Nesta matéria

IRBR3

IRB - BRASIL RESSEGUROS S...

2,43

-0,01

-0,41%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.