0

Investor Day: Vale quer provar valor de negócios em metais básicos

empresas

Investor Day: Vale quer provar valor de negócios em metais básicos

A Vale não tem buscado fusões ou aquisições neste momento e a prioridade é "extrair valor" dos negócios, disse o presidente da mineradora

Investor Day: Vale quer provar valor de negócios em metais básicos
luciano-costa-de-paula

Atualizado há 8 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 29 de novembro – A Vale entende que um de seus principais desafios para os próximos anos será provar para investidores e analistas o real valor de sua unidade de metais básicos, disse hoje o presidente da companhia, Eduardo Bartolomeu, durante apresentação no Investor Day da companhia.

Para o executivo, a mineradora é hoje avaliada no mercado como uma empresa unicamente de minério de ferro, apesar de ter uma carteira de ativos promissores em metais associados à transição energética, como cobre e níquel.

Durante apresentação a investidores, Bartolomeo disse que a Vale não tem buscado fusões ou aquisições neste momento e que a prioridade é “extrair valor” dos negócios que a companhia já possui.

O executivo ainda comentou que as ações da companhia caíram muito mais que a de alguns rivais em meio à derrocada dos preços de minério de ferro neste ano, o que para ele não é razoável.

“Eles simplesmente não percebem o valor que temos dentro de casa. É a maior lição de casa que temos a fazer”, disse Bartolomeu, em referência à visão do mercado e de analistas sobre a empresa.

Transformação da Vale

Ele destacou que a meta da Vale é “transformar” seu negócio de metais básicos nos próximos anos, aproveitando o potencial de crescimento da produção em suas operações de níquel e cobre na América do Norte e Ásia.

“Temos Canadá, Indonésia, temos diversificação internamente. Temos é que provar isso para o mercado”.

Bartolomeu comentou ainda que a diretoria da companhia tem sido instada a desenvolver estratégias para destravar valor dos negócios de metais básicos, mas não detalhou com isso poderia ocorrer.

A título de exemplo, ele lembrou que a Vale criou uma nova empresa em 2011 a partir de alguns de seus ativos de logística, a VLI, que segundo ele só não realizou uma oferta inicial de ações em 2021 devido ao ano tumultuado no mercado brasileiro.

Por outro lado, a Vale busca vender alguns ativos considerados não essenciais, dentro de uma estratégia de focar em seus principais negócios e se livrar de empresas que têm “sugado” caixa nos últimos anos.

O novo diretor financeiro da companhia, Gustavo Pimenta, disse que espera ter “novidades muito em breve” sobre negociações para a venda da mina de carvão de Moatize, em Moçambique, e da fatia de 50% da empresa na California Steel Industries, ou CSI.

Texto: Luciano Costa
Edição: Maria Luiza Dourado
Arte: Vinícius Martins / Mover

Nesta matéria

VALE3

VALE S.A.

72,60

2,51

+3,58%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.