0

Com macro deteriorado, Espaçolaser tem vantagem de vender serviços, diz diretor

empresas

Com macro deteriorado, Espaçolaser tem vantagem de vender serviços, diz diretor

Em entrevista à TC Rádio, o diretor financeiro da Espaçolaser falou das vantagens para a companhia de ser única em seu segmento na B3

Com macro deteriorado, Espaçolaser tem vantagem de vender serviços, diz diretor
maria-luiza

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 3 de fevereiro –  Apesar de figurar no setor das varejista na B3, que sofre com a deterioração do cenário macroeconômico, a Espaçolaser tem a vantagem de oferecer serviços – o que diminui suas despesas e aumenta a rentabilidade, afirmou o diretor financeiro e de Relações com Investidores da companhia, Leonardo Corrêa, em entrevista à TC Rádio hoje.

“É verdade que fatores macro, como a elevação de juros, punem o setor. Porém, o investidor coloca todas as varejistas na mesma cesta e esquece de diferenciais importantes de um negócio como a Espaçolaser, que protegem a empresa da economia e permitem que ela seja mais rentável do que a média do varejo”, explicou Corrêa, que citou como exemplo o fato de a companhia não ter estoques.

O executivo falou também sobre o potencial de geração de caixa e expansão da Espaçolaser dentro e fora do país. “A penetração do laser no mercado de depilação [no Brasil] é de apenas 5%, o que mostra o grande potencial de expansão. Nos Estados Unidos, essa taxa sobe para 20%”, afirmou. A companhia conta com três operações fora do Brasil, na Argentina, Colômbia e Chile.

Outra característica apontada pelo executivo é a resiliência do negócio. “Nos movimentamos rapidamente, colocamos as equipes de loja em casa, montamos uma operação virtual e fomos conversar com os clientes. A estratégia foi vender remotamente, de portas fechadas”.

Também foi implementada uma estratégia de defesa das margens da companhia no período, com medidas como a suspensão de contratos de trabalho e a renegociação de aluguéis, somadas à ausência de despesas provenientes das lojas, inoperantes na época.

“Nosso grande ciclo de crescimento foi em 2014. Ou seja, antes da pandemia, a Espaçolaser já viveu períodos de macroeconomia complexos, com retração de PIB, juros altos e restrição na renda da população, e registrou crescimento explosivo. O que nunca havíamos vivido é a restrição de funcionamento”, disse o executivo.

Abertura de capital

Sobreviver em períodos conturbados, sobretudo na pandemia, mostrou a força do negócio e embasou o próximo passo, a abertura de capital na Bolsa brasileira, no início de 2021. A Espaçolaser é a única do segmento listada na B3, o que gera um efeito de falta de referencial, a título de comparação, para o investidor.

“Contudo, a grande vantagem de ser pioneira é ter acesso ao capital, que nos possibilita seguir com nosso plano de expansão e nos consolidarmos na dianteira do setor”, completou Corrêa.

Perto das 15h50, a ação ordinária Espaçolaser (ESPA3) recuava 0,16%, cotada a R$6,20. No mesmo horário, o Ibovespa operava em baixa de 0,17%, a 111.702 pontos, com recuo de empresas ligadas ao consumo.

Texto: Maria Luiza Dourado
Edição: Gabriela Guedes
Imagem: Espaçolaser / Divulgação

Nesta matéria

ESPA3

MPM CORP�REOS S.A.

2,84

0,24

+9,23%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.