0

BRF amplia receita, mas tem prejuízo com ‘inflação sem precedentes’

empresas

BRF amplia receita, mas tem prejuízo com ‘inflação sem precedentes’

Mesmo com receita de R$12,39 bilhões, a BRF registrou prejuízo de R$277 milhões no terceiro trimestre, contrariando consenso

BRF amplia receita, mas tem prejuízo com ‘inflação sem precedentes’
gustavo-cunha-boldrini

Atualizado há 9 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 10 de novembro – A BRF voltou a apresentar prejuízo líquido no terceiro trimestre, apesar do crescimento da receita líquida, com forte impacto no custo dos produtos vendidos causado pela inflação dos insumos usados na criação de suínos e aves e demais atividades.

A dona das marcas Sadia e Perdigão reportou prejuízo líquido de R$277 milhões entre julho e setembro, revertendo lucro de R$219 milhões registrado no terceiro trimestre do ano passado – o consenso TC previa lucro de R$190 milhões.

O resultado negativo foi impactado pela alta de 28,5% no custo dos produtos vendidos pela BRF em comparação anual, que atingiram R$9,76 bilhões, com o aumento do preço de grãos, especialmente o milho, que subiu 74% na base anual de acordo com a companhia.

A BRF também cita a “inflação sem precedentes dos insumos produtivos, como embalagens plásticas e papelão, aumento do diesel e maior custo da mão de obra, por dissídios e acordos coletivos dado contexto inflacionário”.

O outro lado do balanço

Na ponta positiva do balanço, a receita líquida da companhia mostrou recuperação e atingiu R$12,39 bilhões no período, acima do consenso de R$11,75 bilhões, em alta de 24,6% na comparação com igual período do ano passado e de 6,5% com o trimestre anterior.

No Brasil, a receita líquida cresceu 20%, para R$6,4 bilhões, com “repasses de preços para reequilibrar as margens” ante cenário inflacionário global.

O volume total de produção da empresa atingiu 1,17 milhões de toneladas, alta de 5,1% na comparação anual. O segmento internacional foi destaque, com a produção subindo 7,5%, ao passo que, no Brasil, houve queda de 0,6%.

“O cenário continua desafiador e enxergamos diversas variáveis que ainda podem impactar o consumo, como a alta da inflação, queda na confiança do consumidor e conjuntura econômica”, disse a companhia em comunicado.

Desempenho das ações da BRF

A ação ordinária da BRF (BRFS3) fechou a sessão desta quarta-feira em queda de 1,78%, a R$23,12. Porém nos últimos 12 meses acumula ganhos de 30,34%. O Ibovespa subiu 0,52%, aos 106 mil pontos.Ação da BRF - BRFS3

Para acompanhar o desempenho das ações do frigorífico e de outras empresas listadas na bolsa brasileira, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Gustavo Boldrini
Edição: Angelo Pavini e Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins/ Mover

Nesta matéria

BRFS3

BRF S.A.

16,75

0,06

+0,35%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.