0

Budweiser lança NFTs próprios que possibilitam construção de metaverso

criptoativos

Budweiser lança NFTs próprios que possibilitam construção de metaverso

A compra de NFTs e endereço personalizado para carteira Ethereum em agosto já indicavam sinais de interesse da Budweiser no mundo virtual

Budweiser lança NFTs próprios que possibilitam construção de metaverso
beatriz-cantadori

Atualizado há 9 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 29 de novembro– A marca americana de cerveja Budweiser anunciou nesta segunda-feira, 29, o lançamento de seus próprios tokens não-fungíveis, NFTs, na sigla em inglês. A empresa, por meio de seu servidor no Discord, afirmou que essa será a porta de entrada para o futuro metaverso oficial da empresa, chamado de ‘Budverso’.

A coleção, que recebeu o nome de ‘Budverse Cans: Heritage Edition’, Latas do Budverso: Edição de Herança, em tradução livre, foi emitida por meio da rede Ethereum e negociada na plataforma OpenSea, a maior do setor no mundo.  O número colecionáveis individuais, 1936, relembra o ano em que a companhia passou a comercializar cerveja em latas.

Os planos da Budweiser de entrar para o universo virtual já podiam ser percebidos em agosto, quando a cervejaria comprou um NFT de uma obra de arte de Tom Sachs e adquiriu um domínio personalizado para sua carteira Ethereum, o ‘beer.eth’. Esse endereço no blockchain, onde as transações de moedas virtuais ficam registradas, é utilizado como nome atual do Twitter da marca. Porém, a empresa não deu detalhes sobre o assunto.

O metaverso cresce diante de marcas conhecidas, como é o caso da Adidas, que criou seu próprio universo digital do jogo The Sandbox. Microsoft, Alibaba e Epic Games também anunciaram iniciativas relacionadas a universos virtuais recentemente. A popularidade do segmento explodiu no início do mês, após o Facebook anunciar a construção do seu universo virtual.

NFTs e a criação do metaverso

Os NFTs são essenciais para o desenvolvimento de um metaverso, pois garante a cada participante desse universo, a posse de alguma propriedade virtual, como roupas para avatares. Em cada token da marca, há fotos e propagandas clássicas, artes especiais, além de uma linha do tempo que mostra a evolução das latinhas.

Os preços variam de US$499 a US$999 de acordo com a raridade e podem ser revendidos. Os mais baratos são os ‘Core Cans’, e os mais caros, os ‘Gold Cans’. De acordo com a cervejaria em seu servidor no Discord, os compradores terão benefícios exclusivos, restritos a maiores de idade, como uma ‘chave’ para a entrada do futuro ‘Budverso’, e outras particularidades que ainda não foram divulgadas.

Desempenho das ações da Ambev

A marca Budweiser foi comprada em 2008 pela Ambev, que faz parte da Anheuser-Busch Inbev, conhecida como AB Inbev e formada pela Ambev, Interbrew e a Anheuser-Busch.

A ação ordinária da Ambev (ABEV3) caiu 2,10%, cotada a R$16,69. O Ibovespa fechou em alta de 0,58%, aos 102 mil pontos. Ação da Ambev- ABEV3

Para acompanhar o desempenho das ações da cervejaria e de outras empresas listadas na bolsa brasileira, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC

Texto: Beatriz Lauerti
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins/ Mover

Nesta matéria

ABEV3

AMBEV S.A.

15,21

0,08

+0,52%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.