Livro "Como matar a borboleta-azul: uma crônica da era Dilma"

Livro "Como matar a borboleta-azul: uma crônica da era Dilma"

vitor

18 MAR

4 MIN

Livro "Como matar a borboleta-azul: uma crônica da era Dilma"

A era do governo Dilma foi marcada por turbulências no cenário político e na economia. Impeachment, inflação, juros, enfim, uma série de acontecimentos que ficaram registrados na história. Diante desse cenário, o livro “Como matar a borboleta-azul: uma crônica da era Dilma” foca em entender as questões econômicas que circundaram na época.

  • Quem é Monica Baumgarten de Bolle?
  • Como matar a borboleta-azul?
  • Vale a pena?

Boa leitura!

Quem é Monica Baumgarten de Bolle?

Antes de adentrar especificamente sobre o livro “Como matar a borboleta-azul”, vamos conhecer um pouco da autora.

Monica de Bolle é natural do Rio de Janeiro e mora atualmente em Washington DC. Além do mestrado e doutorado em economia pela PUC-Rio, Monica também foi professora na mesma instituição. Com passagem pelo FMI e no Instituto de Política Econômica, na qual atuou como diretora, atualmente Monica é professora da School for Advanced International Studies, John Hopkins University e pesquisadora sênior do Perteson Institute for International Economics.

Fonte: Época Negócios (Foto: Leo Aversa)

Como matar a borboleta-azul?

O título do livro, “Como matar a borboleta-azul”, no primeiro momento soa um pouco enigmático. Mas existe uma grande conexão com o conteúdo da obra, pois a autora adentrou na história. Na década de 1970, na Inglaterra, visando resolver o problema da superpopulação de coelhos, os ingleses propuseram medidas que implicaram na extinção das borboletas-azuis.

Nesse cenário, a autora utilizou a história das borboletas-azuis da Inglaterra para retratar uma análise das sequências de ações tomadas durante o governo que, segundo a visão dela, desconstruiu o país.

Além disso, a ideia da autora ao fazer uma crônica foi justamente combater, como muitos falam, o “economês”. A obra realmente possui poucas menções sobre termos mais formais da economia. A autora utiliza de recursos que facilitam o entendimento do leitor abordando temas importantes para entender o que ela está falando, mas que não é o foco do texto.

Por exemplo, ao falar dos desafios que o governo Dilma iniciou em 2011, é necessário entender o contexto internacional, que saía de uma crise financeira global lá em 2008, responsável por mudar de forma significativa os caminhos da política econômica adotada pelos países. Tais mudanças foram responsáveis pelo excesso de dinheiro na economia, que escorreu para os países emergentes, como o Brasil. Associado a esse ponto, outros fatores como o controle de capitais, aumento no preço dos alimentos e das matérias-primas, bem como as políticas adotadas no ano eleitoral, foram responsáveis pelo aumento na inflação.

Neste caso, o foco é justamente explicar os motivos que levaram ao aumento da inflação, mas é importante o leitor entender o contexto da crise de 2008 para conseguir fluir melhor a leitura. Para isso, a autora coloca algumas sessões falando brevemente sobre tais temas que são relevantes o leitor saber para fluir melhor com o entendimento do livro “Como matar uma borboleta-azul”.

Mas mesmo com todos os mecanismos e uma linguagem mais acessível, ainda é uma leitura para o indivíduo que realmente está em busca de entender a trajetória econômica do governo Dilma, porque caso contrário pode se tornar uma leitura maçante.

No geral, a leitura do livro “Como matar a borboleta-azul” é bem fluida.

A autora se preocupou em apresentar os fatos, contextualizando com o cenário internacional, das diversas relações da economia e até mesmo voltando aos capítulos do passado para deixar claro para o leitor os problemas vivenciados durante os anos de governo ou até mesmo situações em outros países que ajuda a entender o momento no qual a autora analisa.

A estrutura do livro foi pensada na linha cronológica dos anos do governo. Ou seja, cada capítulo foi estudando um determinado período do governo e sendo avaliado, então, as ações e as consequências no âmbito econômico.

Capítulos:

  1. Introdução | O trem-fantasma de Dilma
  2. Entrando no túnel 2011
  3. Fumaça, fumaça 2012
  4. O museu de grandes novidades 2013
  5. As leis fundamentais da estupidez humana 2014 e 2015
  6. Morcegos ressuscitam borboletas? 2016
  7. O mistério da crise infinita: uma fábula

Vale a pena?

No geral, a leitura de “Como matar a borboleta-azul” vale muito a pena. É uma aula de economia sobre um período importante da economia brasileira que nos ajuda a ter em mente a trajetória que percorremos de uma década com taxas expressivas de crescimento para outra marcada por problemas com a inflação, juros e crescimento.

Baixe nosso app grátis! No TC você acompanha as principais notícias e cotações do mercado em tempo real, além de ter acesso a canais exclusivos para interagir com os melhores profissionais.

Estude e conheça! Aprenda com quem realmente entende de investimentos. Tire dúvidas, troque ideias, experiências e construa uma grande rede de networking com investidores de todo Brasil.

A gente também está no Instagram, YouTube e no TikTok. Acompanhe!

Analista de Conteúdo do TC School | Graduando em Economia (UFPB)

Aprenda a investir o seu dinheiro

E-BOOK

Aprenda a investir o seu dinheiro

Neste e-book — "Aprenda a investir o seu dinheiro", trazemos todas as informações que você precisa saber antes de investir no mercado de ações, com segurança, conhecimento e confiança.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.