Certificações do mercado financeiro: entenda a CPA-10, CPA-20 e CEA

Certificações do mercado financeiro: entenda a CPA-10, CPA-20 e CEA

tcschool

19 NOV

4 MIN

Certificações do mercado financeiro: entenda a CPA-10, CPA-20 e CEA

CPA-10, CPA-20 e CEA são algumas das certificações ANBIMA para especialistas financeiros. São temas importantes para quem lida com o mercado de capitais. Desta forma, estamos começando uma nova seção de textos sobre as certificações do mercado financeiro. Algumas certificações são obrigatórias e outras não.

No Brasil, a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA) representa instituições como bancos, gestoras, corretoras, distribuidoras e administradoras. Dentre as várias funções da ANBIMA, existem as certificações criadas para garantir que os profissionais atuantes no mercado de capitais apresentem níveis aceitáveis de conhecimento e comprometimento com a profissão.

CPA-10 e CPA-20

As Certificações Profissionais da ANBIMA, sendo as mais conhecidas a CPA-10 e a CPA-20, são certificações desenvolvidas pela ANBIMA para certificar profissionais que atuam em agências bancárias e cooperativas de crédito. Essas certificações servem para atestar o conhecimento do profissional sobre os diversos produtos de investimento, já que esses profissionais precisam de tal conhecimento no processo de prospecção e venda destes produtos no seu ambiente de trabalho.

Além de certificar o conhecimento sobre os produtos bancários, as provas buscam testar o entendimento do candidato quanto aos padrões éticos que devem ser adotados no relacionamento com os investidores.

Vale notar que essas certificações são Brasileiras e não devem ser confundidas com a CPA americana, que significa “Certified Public Accountant”, a qual é uma é uma designação dada pelo Instituto Americano de Contadores Públicos Certificados (AICPA).

Assista também ao nosso vídeo falando sobre certificações no mercado financeiro.

Diferença entre CPA-10 e CPA-20

A principal diferença entre a CPA-10 e a CPA-20 está no conteúdo da prova e no segmento de atuação de ambas. A CPA-20 é destinada aos profissionais que atuam na venda de produtos de investimento em agências bancárias ou em plataformas de atendimento e que para clientes dos segmentos varejo de alta renda, segmento private banking, corporate e investidores institucionais. As provas são cumulativas. Logo, o profissional que obtiver a CPA-20, pode realizar as atividades abrangidas pela CPA-10.

Conteúdo das provas

No geral, a CPA-10 possui cinquenta questões de múltipla escolha e duas horas de duração. Já a CPA-20 apresenta sessenta questões de múltipla escolha e duas horas e trinta minutos de duração. Para passar nas provas, o candidato deve acertar 70% das questões.

Na prova da CPA-10, temos uma divisão nos seguintes temas:

  1. Sistema Financeiro Nacional (Proporção: de 5 a 10%);
  2. Ética, Regulamentação e Análise do Perfil do Investidor (Proporção: de 15 a 20%);
  3. Noções de Economia e Finanças (Proporção: de 5 a 10%);
  4. Princípios de Investimento (Proporção: de 10 a 20%);
  5. Fundos de Investimento (Proporção: de 20 a 30%);
  6. Instrumentos de Renda Variável e Renda Fixa (Proporção: de 15% a 25%); e
  7. Previdência Complementar Aberta: PGBL e VGBL (Proporção: de 5% a 10%).

Na prova da CPA-20, temos uma divisão nos seguintes temas:

  1. Sistema Financeiro Nacional e Participantes do Mercado (Proporção: de 5 a 10%);
  2. Compliance Legal, Ética e Análise do Perfil do Investidor (Proporção: de 15 a 25%);
  3. Princípios Básicos de Economia e Finanças (Proporção: de 5 a 10%);
  4. Instrumentos de Renda Variável, Renda Fixa e Derivativos (Proporção: de 17 a 25%);
  5. Fundos de Investimento (Proporção: de 18 a 25%);
  6. Previdência Complementar Aberta: PGBL e VGBL (Proporção: de 5 a 10%); e
  7. Mensuração, Gestão de Performance e Risco (Proporção: de 10 a 20%).

Logo, podemos dizer que a diferença entre as certificações está no tipo de atendimento, sendo a CPA-20 mais adequada para o setor private banking e alta renda, e na quantidade de questões e conteúdo: a CPA-20 apresenta maior foco em compliance Legal e Ética, inclui temas como instrumentos derivativos e mensuração, gestão de Performance e risco.

 

CEA – Certificação de Especialista em Investimentos

A Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA – CEA é uma das certificações desenvolvidas pela ANBIMA para certificar profissionais que assessoram os gerentes de contas de investidores pessoas físicas, podendo indicar produtos dos mercados financeiro, de capitais e de previdência complementar aberta, disponíveis em sua instituição. Esta certificação está acima da CPA-20, que está acima da CPA-10.

 

Comparação entre CEA, CPA-10 e CPA-20

A certificação CEA engloba todos os conteúdos cobrados na CPA-10 e CPA-20, fazendo com que a CEA seja a mais indicada para os profissionais que já apresentam longa experiência nos setores de private banking e venda de produtos financeiros de investimento.  Em adição, o profissional certificado com a CEA está habilitado a prestar consultorias personalizadas de acordo com a Deliberação 783 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

No geral, é indicado que os profissionais que desejam entrar no ramo da assessoria de investimentos, procurem começar com as certificações CPA-10 ou CPA-20, para, em seguida, obter a certificação mais avançada, já que a última apresenta um conteúdo mais extenso.

Conteúdo das Provas

A prova apresenta setenta questões e uma duração de três horas e trinta minutos. Similar ao que ocorre com a CPA-10 e CPA-20, o conteúdo do programático é composto por sete grandes temas:

  1. Sistema Financeiro Nacional e Participantes do Mercado (Proporção: de 5 a 15 %);
  2. Princípios básicos de Economia e Finanças (Proporção: de 5 a 15%);
  3. Instrumentos de Renda Variável, Renda Fixa e Derivativos (Proporção: de 15 a 25%);
  4. Fundos de Investimento (Proporção: de 10 a 20%);
  5. Produtos de Previdência Complementar (Proporção: de 10 a 15%);
  6. Gestão de Carteiras e Riscos (Proporção: de 10 a 20%); e
  7. Planejamento de Investimento (Proporção: de 15 a 25%).

Percebe-se que, em comparação com os assuntos tratados na CPA-20, a prova da CEA apresenta menor foco em fundos de investimento e uma maior quantidade de questões sobre gestão de carteiras e riscos e planejamento de investimentos.

Lucas Nogueira
Mestre em Finanças pelo PPGA/UFPB
Contribui com textos educativos para o TC SChool

A sua escola como investidor

Aprenda tudo sobre contabilidade

E-BOOK

Aprenda tudo sobre contabilidade

Neste e-book — “Contabilidade”, trazemos informações e conceitos importantes sobre contabilidade financeira.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.