Decifrando a Demonstração das mutações do patrimônio líquido

Decifrando a Demonstração das mutações do patrimônio líquido

igor-leite

26 FEV

5 MIN

Decifrando a Demonstração das mutações do patrimônio líquido

A Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL) é um dos demonstrativos menos comentados pelos investidores. Por isso, neste texto apresentaremos algumas informações que são possíveis de encontrar na DMPL e podem ajudar o investidor na sua análise. Dividimos o conteúdo nos seguintes tópicos:

  • O que é a DMPL
  • Analisando uma Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido
  • Qual importância dessa informação para o investidor

Boa leitura!

DMPL

O que é a DMPL

De forma resumida, a DMPL vai apresentar as variações que ocorreram dentro do patrimônio líquido de uma empresa, de acordo com o CPC 26 (R1) as companhia devem divulgar as seguintes informações:

  • O resultado abrangente do período, apresentando separadamente o montante total atribuível aos proprietários da entidade controladora e o montante correspondente à participação de não controladores;
  • Para cada componente do patrimônio líquido, a conciliação do saldo no início e no final do período, demonstrando-se separadamente (no mínimo) as mutações decorrentes:
  • Do resultado líquido;
  • De cada item dos outros resultados abrangentes; e
  • De transações com os proprietários realizadas na condição de proprietário, demonstrando separadamente suas integralizações e as distribuições realizadas, bem como modificações nas participações em controladas que não implicaram perda do controle.

Entenda de uma forma simples a DMPL

Para melhor evidenciar a DMPL, as companhias divulgam em colunas as principais contas que compõe o patrimônio líquido, como:

  • Capital social: o capital social da companhia representa o total do investimentos que os acionistas fizeram na companhia. Essa linha pode ser impacta por possíveis aumentos (diminuições) de capital realizado pela companhia;
  • Reserva de capital: a reserva de capital é uma modalidade de reserva em que seus valores são constituído por meio de movimentações que não transitem pelo resultado. Alguns exemplo dessas transações estão as opções outorgadas, o ágio na emissão de ações, as alienações em parte relacionadas, entre outras;
  • Reserva de lucros: como o próprio nome já diz, são reservas de lucros que a companhia teve no passado, ou seja, em vez de distribuir como proventos, a companhia acaba retendo uma parte desse lucro, as companhias podem possuir diversas reservas de lucros, com várias características como a reserva legal, reserva estatutária, reserva de incentivos fiscais, entre outras;
  • Ajuste avaliação patrimonial: essa conta vai receber valores que são a contrapartida de aumentos ou diminuições na mensuração do valor justo para ativos e passivos que possuam essa modalidade de mensuração, assim, caso a companhia possuísse, por exemplo, instrumentos de hedge accounting, será nessa linha que enxergaremos o impacto no patrimônio líquido;
  • Prejuízos acumulados: como o próprio nome diz, nessa coluna tem-se os prejuízos acumulados que a companhia possui;
  • Ações em tesourarias: nessa coluna, temos o saldo que a companhia possui das suas próprias ações compradas pela empresa.

A composição da DMPL

Nas linhas que compõe a DMPL, as principais são:

  • Resultado abrangente: nessa linha temos as movimentações que são apresentadas na Demonstração de Resultados Abrangentes (DRA), ou em alguns casos, apenas o saldo acumulado;
  • Resultado do período: nessa linha tem-se o resultado que a companhia teve acumulado no período divulgado, idêntico ao divulgado na Demonstração do Resultado;
  • Transações de capital com sócios: são evidenciadas todas as transações que envolvam o capital dos sócios, como distribuições de dividendos, aumentos de capital, ações em tesouraria, entre outros.

Após explica o conceito e as principais movimentações, agora, utilizaremos o exemplo da DMPL da Suzano S.A. (SUZB3).

Analisando uma DMPL

Para fins de análise, utilizaremos os dados divulgados no 2T21 pela Suzano.

dmpl suzano

Observando os saldos de 2020, evidencia-se que a companhia terminou o ano (4T20) com um saldo em prejuízo acumulado de R$ 3,926 bilhões, saldo esse bem inferior ao divulgado no 2T20 que foi de R$ 15,479 bilhões.

Observava-se assim que por possuir um prejuízo acumulado negativo, a empresa não estava autorizada a distribuir dividendos (existem casos em que a companhia passa a ter lucro. Porém, o saldo do prejuízo acumulado é superior ao lucro), pois, de acordo com a lei societária brasileira, companhias que possuem prejuízo acumulado não estão autorizadas a pagar dividendos.

Outro detalhe importante é a grande variação no patrimônio líquido total da Suzano em 2020, que começou o ano em R$ 18,087 bilhões e por causa do prejuízo que teve nesse mesmo ano, terminou com um saldo de R$ 7,337 bilhões.

Foram efetuadas poucas movimentações que afetaram o patrimônio líquido, por exemplo: não foram efetuadas compras de ações para deixar em tesouraria e não foi realizado nenhum aumento de capital social, bem como movimentações na reserva legal.

Por fim, os demais itens que afetaram o patrimônio líquido foram aqueles referentes ao resultado abrangente, podendo ser visualizado por meio da DRA que afetou o patrimônio líquido em R$ 3,142 milhões. Tais valores são evidenciados abaixo (efeito líquido entre o itens com efeitos subsequentes no resultado e itens sem efeito).

patrimônio líquido

Analisando a DMPL de 2021, as movimentações que ocorreram são as mesmas de 2020, porém, como a empresa apresentou lucro no ano em questão.

Dessa forma, agora o Prejuízo Acumulado da companhia está em R$ 3,429 bilhões positivo, possibilitando um possível pagamento de dividendo caso o prejuízo acumulado da companhia permaneça positivo até o final do ano.

Qual importância dessa informação para o investidor

A importância da DMPL para o investidor é que por meio desse demonstrativo, conseguimos identificar o que afetou o patrimônio, seja por meio de movimentações patrimoniais ou por meio de movimentações de resultado.

Assim, esse texto vem para dar continuidade aos textos sobre contabilidade para que o investidor passe a entender mais sobre os demonstrativos contábeis que as companhias divulgam.

Baixe nosso app grátis! No TC você acompanha as principais notícias e cotações do mercado em tempo real, além de ter acesso a canais exclusivos para interagir com os melhores profissionais.

Estude e conheça! Aprenda com quem realmente entende de investimentos. Tire dúvidas, troque ideias, experiências e construa uma grande rede de networking com investidores de todo Brasil.

A gente também está no Instagram, YouTube e no TikTok. Acompanhe!

Contador e Mestre em Ciências Contábeis pelo PPGCC/UFPB.

Aprenda tudo sobre contabilidade

E-BOOK

Aprenda tudo sobre contabilidade

Neste e-book — “Contabilidade”, trazemos informações e conceitos importantes sobre contabilidade financeira.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.